Estou ciente de que os dados fornecidos são exclusivamente para cadastro mencionado no formulário. Após finalização, os dados serão armazenados pela Deltec Contabilidade de forma segura, apenas com a finalidade de manter histórico de atividades realizadas e sem hipótese de transmissão a terceiros, conforme Lei nº. 13.709/2018 - Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD)
HÁ MAIS DE 40 ANOS NO MERCADO




EUA não vão mais exigir teste de Covid-19 para entrar no país pelos aeroportos


Os Estados Unidos devem anunciar nesta sexta-feira (10) o fim da exigência do teste negativo de Covid-19 para viajantes que entrem no país via aeroportos. A decisão é do Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), segundo a CNN.

A medida deve começar a valer a partir da meia noite do próximo domingo (12). O CDC reavaliará sua decisão em 90 dias e a regra pode ser restabelecida caso haja um aumento significativo dos casos positivos ou uma nova variante preocupante da Covid-19.

A exigência de teste de Covid-19 negativo para entrar nos EUA está em vigor desde janeiro de 2021, quando as fronteiras foram reabertas após um longo período de isolamento no começo da pandemia da doença.

Segundo a CNN, o fim da exigência chega após autoridades do setor aéreo pressionarem o governo de Joe Biden, com o argumento de que o teste limitava o número de viajantes e estava impactando um setor já fragilizado. 

 

“Estou feliz que o CDC suspendeu a onerosa exigência de teste de Covid-19 para viajantes internacionais e continuarei fazendo tudo o que puder para apoiar a forte recuperação de nossa indústria de hospitalidade”, disse a senadora Catherine Cortez Masto, em comunicado, confirmando a decisão do governo. 

Exigência de teste de Covid-19 para entrar no Brasil

No Brasil, o teste de Covid-19 negativo não é mais obrigatório para entrar no país desde o começo de abril. A medida vale apenas para viajantes completamente vacinados, com a segunda ou dose única aplicada nos últimos 14 dias.

Para quem entrar no país por via terrestre, a Casa Civil não obriga a apresentação de qualquer comprovante de vacinação para brasileiros residentes no Brasil.
 

A liberação vale somente para quem apresentar um comprovante de vacinação completa, que engloba as duas doses da vacina, ou então a aplicação do imunizante em dose única. O documento precisa ter o último registro adicionado a partir de 14 dias anteriores ao embarque e ele pode ser eletrônico, como o app do ConectSUS para os brasileiros, ou impresso.

Fonte: OlharDigítal | 10/06/2022