Estou ciente de que os dados fornecidos são exclusivamente para cadastro mencionado no formulário. Após finalização, os dados serão armazenados pela Deltec Contabilidade de forma segura, apenas com a finalidade de manter histórico de atividades realizadas e sem hipótese de transmissão a terceiros, conforme Lei nº. 13.709/2018 - Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD)
HÁ MAIS DE 40 ANOS NO MERCADO




Brasil ocupa primeiro lugar no ranking mundial de crescimento do e-commerce, aponta estudo


O Brasil está em primeiro lugar ;no ranking mundial de crescimento do e-commerce, segundo estudo divulgado pelo Cupom Válido com dados da Statista.

Com uma taxa de crescimento de 20,73% ao ano, o estudo aponta que o país possui um crescimento quase duas vezes maior que a média mundial.

Segundo a pesquisa, o Brasil possui uma expectativa de crescimento quase duas vezes maior que a média mundial (11,35%), e acima até de países como o Japão (14,7%), Estados Unidos (14,55%) e França (11,68%).

E-commerce no Brasil é impulsionado por dois fatores

O estudo aponta que a pandemia e o índice de penetração de compras online relativamente baixo no Brasil são os dois principais impulsionadores do e-commerce no país.

“As lojas físicas fechadas fez com que diversos brasileiros passassem a realizar sua primeira compra online. Ao encontrar facilidade na compra, métodos de pagamento instantâneos (como o Pix), e entregas rápidas (diversas lojas com entregas em 1 dia útil), muitos deles se tornaram consumidores recorrentes”, diz a pesquisa.

A pesquisa mapeou ainda que, no Reino Unido, 84% das pessoas realizaram pelo menos uma compra nos últimos 12 meses. Nos Estados Unidos e no Japão, em ambos os países a taxa foi de 77%. E na Alemanha, foi de 74%.

Como boa parte da população, principalmente destes países desenvolvidos, já realiza frequentemente compras online, a taxa de crescimento em potencial tende a ser menor nos próximos anos.

Em contrapartida, no caso do Brasil, apenas 49% da população realizou ao menos uma compra via e-commerce no último ano. Isto explica o potencial significativo de crescimento que o Brasil ainda possui, ao ser comparado com os outros países.

 

Fonte: MoneyTimes | 04/08/2022