Estou ciente de que os dados fornecidos são exclusivamente para cadastro mencionado no formulário. Após finalização, os dados serão armazenados pela Deltec Contabilidade de forma segura, apenas com a finalidade de manter histórico de atividades realizadas e sem hipótese de transmissão a terceiros, conforme Lei nº. 13.709/2018 - Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD)
Para mais informações, você pode visitar nossa Política de Privacidade.
HÁ MAIS DE 40 ANOS NO MERCADO




Investimento familiar: qual a melhor estratégia para evitar perdas?


O investimento familiar é uma boa maneira de construir o patrimônio da família, porém requer dedicação, comprometimento e planejamento. Além disso, cuidar de uma família envolve tempo, energia e organização.

Se feito sob a orientação de um profissional, e sem anular outras formas de aplicação, o investimento familiar pode render segurança financeira e qualidade de vida para as gerações posteriores.

Afinal, o mercado financeiro mudou, antigamente o banco era o único elo entre esse mundo e as pessoas em geral. Atualmente, existem diversos elos, como empresas de corretagem e corretores autônomos.

Portanto, para ter sucesso nesse cenário, é importante entender a mudança e depender de bons profissionais para gerir suas aplicações.

 

O que é investimento familiar?

O investimento familiar é uma forma de aplicação financeira em que todos os membros da família se unem a fim de atingir um objetivo em comum.

Os integrantes da família definem o objetivo, aumento de patrimônio, viagens, educação dos filhos são alguns exemplos, e a partir daí analisam os ganhos, e quanto podem empenhar por mês para este fim.

 

Definição de metas

Adriano Cantreva, sócio da Portofino Multi Family, orienta que antes de iniciar o investimento familiar, as pessoas envolvidas se reúnam e definam um objetivo claro.

Dessa forma, todos podem trabalhar em conjunto para alcançar a meta. As áreas de investimentos são vastas, portanto, é necessário entender aonde se quer chegar. 

A partir daí, o primeiro passo pode ser dado. Além disso, Cantreva ainda aconselha entender a estrutura financeira da família. De onde o dinheiro vem, quais são os investimentos e fundos já existentes, bem como as transferências de patrimônio.

Esse conhecimento ajudará a criar um plano de ação baseado no perfil de risco do investidor. Com todos os detalhes avaliados, será mais fácil entender o efeito que as taxas tributárias terão sobre esse investimento familiar.

 

Fonte: Seu Crédito Digital | 25/11/2022